MOTOCROSS – Copa São Paulo 2º Etapa

Descrição do Projeto

Como somos amantes de esportes radicais, fomos até a pista do Calango Cego, e as lentes da Essence Films passaram por cima das motos,  registrando alguns momentos das provas da 2º Etapa da Copa São Paulo de Mortocross – Realizada em Itupeva SP no dia 02 de julho de 2017-  fizemos um clip pra você poder conferir !

Informações Adicionais

Aconteceu no último domingo (02/07) a segunda rodada do maior campeonato do estado de São Paulo, a Copa São Paulo de Motocross. O local foi a tradicional pista do Kalango Cego em Itupeva-SP, que para essa ocasião recebeu um trato especial e foi elogiada por todos os participantes. O nível foi bastante alto com a presença de grandes nomes do motociclismo off-road na disputa. Mais os irmãos Lima da Kawasaki Brasil não deram chances e dominaram os pódios das principais categorias.

Imagens: Renato dos Santos

Essence Films

Site da Prova

SIM, Nós Também PARTICIPAMOS desse Projeto!

Curiosidades interessantes
A Honda é a marca que tem mais títulos no Motocross, são 59, mas seu primeiro título só foi conquistado em 1981, nove anos após a primeira temporada do Brasileiro de Motocross. E a primeira conquista da Honda veio em dose dupla, nas duas categorias, 125 e 250. E também São Paulo, que é o Estado que mais títulos possui, teve sua primeira conquista em 1983 na categoria 250 e somente em 1987 na categoria 125. Na temporada 2008 a KTM conquistou, com o piloto rondoniense Rodrigo Selhorst, o primeiro título do Brasileiro de Motocross da marca na categoria MX2, antiga 125.

O gaúcho Pedro Bernardo Raymundo, o ‘Moronguinho’, que nasceu em Porto Alegre, e que hoje mora com a família em Garopaba, no litoral catarinense, é o piloto que tem a marca de ter vencido o maior número de títulos em anos consecutivos numa mesma categoria no Brasileiro de Motocross. Foram seis títulos seguidos na categoria 125 entre os anos de 1980 e 1985. O piloto que tem a segunda melhor marca neste quesito é Milton ‘Chumbinho’ Becker, que venceu por cinco anos seguidos, entre 2004 e 2008, na categoria MX3.

Moronguinho também é o piloto que mais vezes venceu em duas categorias numa mesma temporada. Foram cinco conquistas no mesmo ano, tanto na categoria 125, como na categoria 250. As temporadas que Moronguinho conquistou nas duas categorias no mesmo ano foram em 1976, 1980, 1981, 1982 e 1985.

E a Yamaha não conquistava a 20 anos um título na categoria MX1, a principal do Motocross. O último campeonato vencido pela Yamaha nesta categoria foi em 1992, com o piloto catarinense Milton ‘Chumbinho’ Becker, que tinha o apoio da marca naquela temporada. A LEM conquistou em 2009, om o piloto Rodrigo Riffel, o seu primeiro título Brasileiro de Motocross na categoria 65.

As categorias 125 (atual MX2) e 250 (atual MX1) são as categorias que foram disputadas desde o início do campeonato Brasileiro de Motocross, sendo que as demais categorias, MX3, 85, 65, 50, MX Júnior e CRF230, sendo que algumas temporadas algumas destas categorias não foram disputadas, continuando a MX1 (ex-250) e MX2 (ex-125) como as categorias que foram disputadas nos 41 anos.

Já em 2010 aconteceu a criação do campeonato Brasileiro de Motocross Júnior, com as categorias MX Júnior, MX Feminina, 50A e 50B. Na relação de campeões das categorias 65 e 85, constam neste histórico, por enquanto, somente das temporadas 2006, 2007, 2008 e 2009, enquanto que a categoria 50 somente da temporada 2009, pois são os anos que estas categorias fizeram parte do calendário do Brasileiro de Motocross Pró e em consulta a CBM, o site Mundocross não teve resposta do campeões dos outros anos.

Depois de várias temporadas onde os pilotos tinham que optar em correr por uma categoria apenas uma categoria, em 2007 a CBM liberou os pilotos da MX2 correrem também na MX1. E por isto um mesmo piloto não vencia nas duas principais categorias desde 1993, quando o paulista Gilberto ‘Nuno’ Narezzi foi campeão Brasileiro na 125 e 250. Somente 14 anos depois, na temporada 2007 é que o goiano Wellington Garcia foi campeão Brasileiro nas categorias MX2 (ex-125) e MX1 (ex-250), repetindo o feito na temporada de 2009, e em 2010 o americano Scott Simon também conquistou este feito de ser campeão tanto na MX1, como na MX2 numa mesma temporada. Em 2011 a CBM definiu que os pilotos deveriam decidir por apenas uma categoria.

CONTACT US


Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem sequi nesciunt.





Address:

1232 Westley Ave Street
907 WP Theme, Webcreations907
99201-1 887-33

Phone:

1+(999)-323-0202
1+(777)-444-6565 FAX

Hours:

Mon-Fri 5am – 11pm
Sat-Sun 3am – 8am

Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem sequi nesciunt.

© 907 Parallax Theme ~ Essence Films 2018 All Rights Reserved